quinta-feira, novembro 20, 2008


Quanto de mim
Perdido na própria vastidão do meu ser
Procura caminhos improváveis
Numa solidão puramente concreta
Representada por você


Marighetti

3 comentários:

Biana disse...

Parabéns pelo belo trabalho.

Menina descalça disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
adriana disse...

Oi Amor,

Suas poesias são muito bonitas, sei que não entendem muito, mas estou tentando....desejo a vc em 2009 muita paz, amor, saúde para que vc possa fazer tudo que queira sempre guiado pelo luz de Deus. Beijos com muito amor...Adriana!!